Notícias

Norplan Urbanismo é nova opção no mercado de loteamentos em Pernambuco

16/01/2015 noticia Norplan Urbanismo é nova opção no mercado de loteamentos em Pernambuco

Empresa inicia com um VGV inicial de R$150 milhões e é apoiada nos conceitos do Novo Urbanismo

Enquanto nas grandes cidades o crescimento imobiliário se traduz por meio da verticalização, alternativas dentro do mercado apontam novas fronteiras no setor. Os loteamentos urbanos preenchem as necessidades de moradores das regiões periféricas dessas cidades, oferecendo projetos planejados e com qualidade de vida para os futuros proprietários. A partir dessa necessidade de organização urbana, a Norplan Urbanismo foi lançada no Recife (PE). A empresa inicia as atividades a partir da união de Henrique Neves, ex-executivo da Rossi Residencial, e dos sócios da Nacional Empreendimentos, Gustavo Pinto Coelho e Abílio Costa. O objetivo é atender inicialmente os mercados de Pernambuco e Nordeste.

Fundada em 2014, a empresa já conta com seu primeiro grande projeto para 2015: o primeiro loteamento urbano na Zona da Mata Norte, em Carpina (PE). Já aprovado pela prefeiturao futuro lançamento ficará em um terreno de 40 hectares. A localização é um diferencial. “Normalmente os loteamentos ficam em lugares mais distantes das grandes cidades. Nosso terreno está inserido na malha urbana da cidade. O loteamento será uma extensão do bairro”, afirma Henrique Neves. Além disso, todo o projeto será baseado nos conceitos do Novo Urbanismo.

Estabelecido em 1993, nos EUA, o Novo Urbanismo apoia o planejamento regional para áreas livres, a arquitetura contextualizada, criação de lugares amigáveis para pedestres e ciclistas, além de serviços básicos de qualidade. “Os clientes estão cada vez mais a procura de moradias com qualidade de vida, privacidade, mobilidade, segurança. Reunimos as melhores práticas urbanísticas, com diferenciais como ciclovias, equipamentos de lazer e áreas reservadas para comércio”, enumera o sócio Henrique Neves.

A escassez e disputa pelos terrenos nos grandes centros, já citada, é outro motivo que incentivou a criação da empresa. “Observamos que os terrenos estão muito escassos. As pessoas querem morar em casas, uma parcela da população tem o sonho de construir sua própria casa, sem deixar de lado a organização e segurança que eles encontrariam em um condomínio tradicional”, observa Henrique Neves, um dos sócios.

Com um VGV inicial de R$150 milhões, A meta da Norplan Urbanismo é atingir R$300 milhões de reais de land bank (banco de terrenos) até o final de 2015.

SAIBA MAIS

O Novo Urbanismo é um movimento criado após o Congresso de Chicago para o Novo Urbanismo, em 1993. São 13 os princípios básicos para criação de um bairro novourbanista. Alguns deles são:

• O bairro deve ter um centro marcante, como uma praça ou jardim,

• Devem haver lojas e escritórios de tipos variados para as necessidades semanais de uma casa;

• O bairro é organizado para ser autônomo. Uma associação formal vai reunir os moradores para discutir assuntos como segurança e lazer.

• Deve haver pátios de recreio pequenos, para crianças, jovens, adultos e idosos, acessíveis para todas as habitações, distante não mais que 200 metros.

• Criação de lugares amigáveis para pedestres e ciclistas (walkable places).

Fonte: Site do Congresso para o Novo Urbanismo (em inglês) - https://www.cnu.org

Whatsapp